Ago. 7 2012   | Visitas: 6498
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,00)

Uma das regras mais desprezadas introduzidas recentemente no futebol foi ontem usada no fantástico jogo entre o Canadá e os Estados Unidos da América no torneio feminino de futebol dos Jogos Olímpicos de Londres. A guarda-redes canadiana, Erin McLeod, enquanto o Canadá não perdia o jogo, abusou da bola nas mãos e a árbitra do jogo penalizou-a com um livre indireto dentro da área. Esta situação deu o empate às americanas o que obrigou a um prolongamento. Apesar dos protestos canadianos, os especialistas estão de acordo com a decisão visto que finalmente um árbitro de jogo, neste caso uma mulher, teve coragem para marcar acertadamente falta de um guarda-redes por ter a bola mais do que seis segundos nas mãos.

 

COMENTÁRIOS